Correção automática de NFC-es rejeitadas emitidas em contingência offline

Última atualização em: 04 de junho, 2019

O InvoiCy conta com a nova função de correção automática para documentos NFC-e rejeitados, e que foram emitidos em contingência offline, tanto pelo painel gerencial de suporte como pela tela inicial dos documentos. Essa nova alteração será permitida apenas para empresas que possuírem a extensão do painel de suporte ativa.

Para que seja possível realizar a correção automática dos documentos rejeitados em contingência offline, é necessário ativar a correção de NFC-e nas configurações de emissão da empresa, como demonstra a imagem abaixo.

Através do Painel gerencial de suporte o processo de correção estará disponível por meio da opção ‘Offlline Rejeitado’ do gráfico de Documentos não compliance.

Após acessar a opção Offline Rejeitado, é possível ver a quantidade de rejeições dos documentos NFC-e emitidos em contingência offline, agrupada inicialmente pelo tipo de rejeição, visualizando as empresas afetadas abaixo. A ordem das rejeições é decrescente pelo volume de incidências e também apresenta o volume de CNPJs afetados por cada rejeição. Assim, a empresa específica selecionada apresenta apenas os documentos relacionados a essa rejeição.

Se ao abrir os documentos de uma rejeição específica pelo painel gerencial de suporte existir o ícone destacado na figura abaixo, significa que aquela rejeição permite aplicar a correção automática. Caso contrário, a correção deverá ocorrer de forma manual, corrigindo documento por documento. Na tela de documentos, caso o painel estiver ativo para a empresa, se aplica o mesmo processo de correção.

Abaixo iremos demonstrar um exemplo de como ocorre todo o processo de correção automática para a rejeição “778 – Informado NCM inexistente”. No primeiro momento, além de identificar na listagem dos itens do documento qual item está rejeitado pela Sefaz, o sistema apresenta a mensagem “Clique aqui para corrigir no item” na rejeição apresentada no cabeçalho, direcionando para a pop-up de edição do item em específico. Essa ação somente será apresentada quando for identificado pela Sefaz o item com problema, conforme imagem abaixo.

Ao selecionar o item a ser corrigido, o sistema abre a tela de correção, permitindo ao usuário informar o NCM correto, dando sequência ao processo clicando em Salvar.

Após a correção da rejeição, a nota será reenviada e se autorizada, irá identificar outros documentos em que seja possível replicar esta mesma correção, onde a busca destes documentos segue uma regra específica para cada tipo de rejeição.

Após a identificação dos documentos, o processo irá realizar a correção automática reenviando os demais documentos com a correção aplicada no documento que foi autorizado. Antes de apresentar como concluído o processo da correção, é realizada uma validação dos documentos enviados para verificar se os mesmos já foram sincronizados com o painel gerencial de suporte.

Se eventualmente ocorrer erro 801 (Time out), 999 (Genérico), 656 (Consumo indevido), 108 ou 109 (SEFAZ em contingência), o processo de envio automático será abortado e irá mostrar ao usuário a mensagem retornada pela Sefaz.

O processo ainda permite que o envio das notas seja abortado durante o andamento da correção, onde nesse caso somente irá validar os documentos que já foram processados. Após concluir ou abortar o processo, a opção Visualizar é liberada ao usuário.

Caso após a execução do processo de Correção Automática ou mesmo durante o tempo em que o processo foi rodado e abortado, existirem documentos que foram rejeitados novamente, estes também poderão ser visualizados, como mostra a imagem abaixo.

Observação:

Caso a empresa não possuir configurada o CSC ou ID do Token disponibilizados pela SEFAZ, o sistema irá apresentar um alerta direcionando um link para a tela de configuração de emissão de NFC-e. O mesmo irá ocorrer quando há necessidade de atualizar o certificado da empresa, caso esteja vencido ou inexistente.

O processo de correção automática para documentos NFC-e rejeitados em contingência offline irá ocorrer para as seguintes rejeições:

778 – Informado NCM inexistente;

779 – Rejeição NFC-e com NCM incompatível;

725 – NFC-e com CFOP inválido (nItem:nnn);

882 – GTIN (cEAN) com prefixo inválido [nItem:999];

883 – GTIN (cEAN) sem informação [nItem:999];

611 – cEAN inválido;

395 – Endereço do site da UF da Consulta via QR Code diverge do previsto;

397 – Parâmetro do QR-Code divergente da Nota Fiscal;

462 – Código Identificador do CSC no QR-Code não cadastrado na SEFAZ;

464 – Código de Hash no QR-Code difere do calculado;

878 – Endereço do site da UF da Consulta por chave de acesso diverge do previsto;

391 – Rejeição: Não informados os dados do cartão de crédito / débito nas Formas de Pagamento da Nota Fiscal;

237 – CPF do destinatário inválido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s