Registro de saída da NF-e para Minas Gerais

Última atualização em: 05 de novembro, 2019

O InvoiCy está preparado para enviar os eventos 910111 – Registro de saída da NF-e e 910112 – Cancelamento do Registro de saída da NF-e, para o estado de Minas Gerais.

O evento de registro de saída permite que o contribuinte informe a data de saída efetiva da mercadoria, e a placa do veículo que fará o transporte, quando por algum motivo não for possível estabelecer a data de saída da mercadoria até o momento da transmissão da NF-e para a SEF/MG (Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais).

Para isso foram criados novos campos no layout de envio de eventos para a NF-e. Faça download do layout clicando aqui, os campos novos se encontram em destaque.

A imagem abaixo demonstra a estrutura do envio de evento de registro de saída. Onde deve-se informar o novo grupo RegistroSaida, e dentro dele os grupos placaVeiculo, que deve ser informado com apenas uma placa, e placasCarreta, onde pode ser informada até 2 placas. Clique aqui para baixar um exemplo do XML do evento de registro de saída.

Após a autorização do registro de saída, pode-se enviar o evento de cancelamento do registro de saída, a imagem abaixo demonstra a estrutura de envio deste evento. Clique aqui para baixar um exemplo do XML do evento de cancelamento do registro de saída.

No campo EvenProt deve ser informado o protocolo do evento de registro de saída autorizado.

Emissão de NF-e em contingência FS-DA com InvoiCy Conector

Última atualização em: 06 de agosto, 2019

A nova versão do InvoiCy Conector traz novidades na emissão de NF-e em contingência offline, utilizando modelo FS-DA com uso do formulário de segurança para impressão do DANFE. A partir desta versão, clientes que desejarem utilizar este tipo de contingência deverão realizar a parametrização ativando essa funcionalidade. Para ativar a emissão de documentos em contingência FS-DA é necessário acessar as configurações do InvoiCy Conector, no painel de controle do sistema, conforme imagem a seguir.

Ao cadastrar um novo Conector, basta marcar a opção ‘Habilitar contingência FS-DA’. Caso o InvoiCy Conector já esteja em uso, é preciso acessar as configurações do mesmo, clicando em ‘Mais detalhes’ na tela do InvoiCy Conector e após ativar a emissão em contingência FS-DA.

Mais detalhes InvoiCy Conector

A emissão em contingência FS-DA é uma forma de contingência disponibilizada pela Sefaz para emissão de documentos fiscais quando não há comunicação com a internet. Ou seja, ao usar esse tipo de contingência, o InvoiCy Conector não terá comunicação com o InvoiCy, sendo assim, os documentos emitidos nesse período serão armazenados em uma pasta específica e enviadas ao InvoiCy posteriormente quando houver comunicação com a internet. Esse processo de sincronização será automático.

Para que os documentos possam ser enviados utilizando esta forma de contingência, é preciso que o ERP gere o arquivo XML de integração com a tag tpEmis = 5, quando não houver comunicação com a internet.

Com a implementação da contingência offline para NF-e, algumas mudanças foram realizadas no InvoiCy Conector, a partir desta versão mesmo quando não houver comunicação com a internet, o InvoiCy Conector poderá ser executado, permitindo acessar as configurações do mesmo. 

Lembramos que a contingência FS-DA possui regras estabelecidas pela Sefaz, principalmente no que se refere a impressão do DANFE, que deverá ser realizada em papel específico. Orientamos que os clientes observem atentamente estas regras para evitar problemas com a fiscalização.

Cadastro de Informações do Responsável Técnico

Última atualização em: 05 de junho, 2019

A emissão de NF-e e NFC-e conta a partir de agora com um novo grupo para informar o responsável técnico pelo sistema, ou seja, a empresa desenvolvedora ou responsável pelo sistema emissor utilizado pelo contribuinte.

De acordo com publicação da NT 2018.005 v1.20, as UF de AL, AM, MS, PE, PR, SC e TO passarão a aceitar as informações do responsável técnico a partir de 07/05/2019. Já os campos ‘idCSRT’ e ‘hashCSRT’ do grupo de informações do Código de Segurança do Responsável Técnico, não tem uma data prevista para implantação.

No InvoiCy, essas informações poderão ser cadastradas através da tela de Parceiros, no Painel de Controle, como demonstrado na imagem.

A critério de cada UF, poderá ser solicitado para a empresa responsável um código de segurança, denominado de Código de Segurança do Responsável Técnico (CSRT), que também poderá ser informado nesta tela de Parceiro.

É possível também cadastrar esses dados via integração com o Web Service arecepcao. A imagem abaixo demonstra um exemplo do layout do XML que deve ser enviado. Você pode fazer download do exemplo XML clicando aqui, e também pode baixar o layout em Excel clicando aqui.

É importante destacar que para realizar o cadastro via Web Service deve-se gerar o código HASH em formato MD5, com as seguintes informações:

  • Para esse layout em específico deve-se utilizar a chave de acesso do Parceiro, que pode ser obtida na tela Parceiros do Painel de Controle, concatenando com todo o conteúdo contido dentro do grupo de tag <CadastroParceiro>. Copie a chave, mais todo o conteúdo (inclusive as tags).

Quando as informações do responsável técnico estiverem preenchidas na tela de Parceiros, ao efetuar a emissão de uma NF-e ou NFC-e o respectivo grupo será gerado no XML.

Mas também pode-se informar o grupo no layout de integração de envio da NF-e/NFC-e, seguindo o exemplo da imagem abaixo.

Para mais informações sobre o novo grupo, faça download do nosso layout em Excel. As alterações estão em destaque.

Correção de NF-e rejeitada via tela

Última atualização em: 07 de maio, 2019

O InvoiCy conta com uma nova funcionalidade que permite a correção de NF-es que foram emitidas via integração Web Service, e ficaram com status Rejeitado.

Para que seja possível efetuar a correção de uma NF-e primeiramente é necessário configurar o novo parâmetro ‘Empresa permite correção de documentos’, que se encontra na tela de Configurações para a emissão de NF-e, como demonstra a imagem abaixo.

É importante destacar que esse parâmetro não estará visível para empresas que emitem notas via tela de digitação, apenas para empresas que integram via Web Service.

Após configurar o parâmetro para permitir a correção das NF-e, ao acessar a tela de documentos do InvoiCy e clicar no status de uma nota que está rejeitada será aberta a tela para correção desse documento, como pode ser observado na imagem a seguir. Ao clicar em qualquer outra coluna da grid de documentos será aberta a tela de detalhes do documento, como já acontece para os demais módulos.

No topo da página de correção será exibida a rejeição da nota, permitindo que o usuário faça a correção via tela. Ao finalizar as correções necessárias basta clicar no botão ‘Corrigir NF-e’, localizado bem ao final da página.

Caso esteja tudo certo, a nota já será autorizada. Caso contrário a mesma continuará rejeitada, permitindo a sua correção.

Digitação de NF-e com finalidade ‘Devolução de NFC-e’

Última atualização em: 18 de fevereiro, 2019

A Nota Fiscal de Devolução tem como finalidade anular uma operação de compra e venda, ou seja, quando a operação não é concretizada se faz necessário emitir uma NF-e de devolução.

É importante destacar que uma Nota Fiscal de Devolução pode ser utilizada para referenciar tanto uma NF-e como também uma NFC-e.

A Plataforma InvoiCy já está preparada para permitir que as empresas emitam notas de devolução via tela de digitação, referenciando NF-e ou NFC-e.

Nesse artigo iremos detalhar o processo de emissão de uma NF-e com finalidade ‘Devolução de NFC-e’.

Ao acessar a tela de digitação, e no campo ‘Finalidade’ selecionar a opção ‘Devolução de NFC-e’, o InvoiCy já irá preencher automaticamente alguns campos obrigatórios, para facilitar o processo de emissão da Nota.

– O campo ‘Natureza da operação’ será preenchido com a descrição ‘Devolução mercadoria’;

– No campo ‘Tipo NF-e’ será selecionada a opção ‘Entrada’;

– No campo ‘Destino’, a opção ‘Operação interna’;

– O campo ‘Operação’ será preenchido com a opção ‘Consumidor final’;

– E o campo ‘Presença do comprador’ com ‘Operação presencial’.

– No grupo ‘Destinatário’, os dados serão preenchidos com as informações do Emitente, pois como se trata de uma nota de devolução, esses papéis são os mesmos.

Pode-se visualizar na imagem abaixo o preenchimento desses campos, e também a mensagem de aviso alertando sobre a necessidade de adicionar um documento referenciado.

No grupo ‘Documentos Referenciados’ deve-se selecionar a aba ‘NF-e/NFC-e’, e informar o tipo do documento, Modelo (no caso NFC-e), número e série, ou a chave de acesso. Ao clicar no botão ‘Adicionar’ os documentos adicionados serão listados abaixo.

Através da opção ‘Referenciar todos’, como demonstra a imagem a seguir, pode-se referenciar todos os itens da NFC-e na nota que está sendo digitada.

Caso você queira selecionar apenas algum item em específico, basta usar a opção ao lado ‘Selecionar itens’.

Aparecerá uma listagem com todos os itens da NFC-e que foi referenciada, podendo selecionar os itens desejados.

O grupo ‘Produtos’ será preenchido automaticamente com os itens selecionados.

Dependendo do CFOP informado nos itens referenciados o InvoiCy já fará automaticamente a alteração para um CFOP de devolução correspondente. Com a imagem abaixo é possível entender em quais situações o CFOP do item será alterado.

Nos demais casos o CFOP virá zerado, então é necessário preencher a informação manualmente. Ao fazer isso para o primeiro item o sistema já solicitará se deve alterar o CFOP para os demais itens também.

No grupo ‘Informações de pagamento’ já será adicionada automaticamente a forma de pagamento ‘Sem pagamento’, por se tratar de uma nota de devolução.

Por fim, no grupo ‘Informações adicionais’ o campo ‘Informações de interesse do fisco’ já será preenchido com o nome, CPF ou CNPJ e endereço do destinatário da NFC-e.

Juntamente nesse campo a SEFAZ também orienta informar a justificativa de devolução da mercadoria.

Agora, já com todas as informações obrigatórias preenchidas, é só você clicar no botão ‘Emitir NF-e’ para enviar a sua nota de devolução.

Cadastro de autorização de uso para emissor de NF-e do Paraná

Última atualização em: 08 de agosto, 2018

Olá! Esse artigo tem como objetivo orientar aos emissores de NF-e do estado do Paraná como proceder para efetuar o cadastro de autorização de uso do sistema emissor utilizado, no caso o InvoiCy.

Primeiramente deve-se acessar o site da Receita do Paraná, através do link https://receita.pr.gov.br/login. Recomenda-se utilizar somente os navegadores Google Chrome ou Mozilla Firefox.

Na tela de login clicar na opção ‘Acessar com Certificado Digital’, como demonstra a imagem abaixo.

É possível efetuar o login tanto com certificado digital A1 como com certificado digital A3.

Independente do navegador utilizado, será necessário instalar um plugin para fazer a assinatura do certificado digital da usa empresa. Na sequência demonstramos como prosseguir com a instalação utilizando o navegador Google Chrome. Primeiramente deve-se clicar no botão Instalar, conforme demonstra a imagem.

Ao clicar em Instalar será aberta uma nova aba com as informações da extensão que será instalada, onde deve-se clicar na opção ‘Usar no Chrome’, como destacado na imagem a seguir.

Na sequência aparecerá uma tela de confirmação sobre o uso dessa nova extensão, onde deve-se clicar no botão ‘Adicionar extensão’.

Pronto! A nova extensão foi adicionada com sucesso ao seu navegador.

Ao voltar para a tela de login também será solicitada a instalação de um módulo de assinatura digital, que faz parte da extensão instalada. Basta clicar no botão ‘Baixar’ para fazer download do instalador, e seguir as orientações para instalação do mesmo.

Pronto! Agora você poderá dar sequência no processo de login usando o certificado digital da sua empresa.

Ao acessar novamente a tela de login e selecionar a opção para acessar com o certificado digital, aparecerá uma lista com todos os certificados que você possui instalado em seu computador. Basta selecionar o certificado da sua empresa e clicar em ‘Login com Certificado’, como destaca a imagem.

Será necessário liberar acesso aos seus certificados digitais por parte do site da Receita do Paraná. Conforme demonstra a imagem abaixo basta clicar no botão ‘Autorizo’.

Ao autorizar, será efetuado o login no site através do seu certificado digital. Então basta localizar no menu esquerdo a opção ‘UPD’. Dentro de UPD consta a opção ‘Autorização de Uso’, e então clicar na opção ‘Cadastro de Autorização de Uso’, conforme a imagem.

Você deverá então informar o CNPJ do fornecedor do sistema, no caso a Migrate, e clicar em ‘Continuar’.

Na tela a seguir você deverá selecionar o sistema utilizado para efetuar a emissão de suas NF-e, nesse caso o InvoiCy. Então preencher o campo ‘Inscrição CNPJ’ com o CNPJ da sua empresa e clicar em ‘Continuar’.

Na próxima tela serão exibidos os dados do Requerente, que seria a sua empresa. Os dados do Fornecedor, a Migrate, e os dados do Sistema, o InvoiCy. Você deve informar as finalidades fiscais do sistema, selecionando a opção ‘LIVRO REGISTRO DE SAÍDA’, e os documentos fiscais que serão emitidos, no caso Nota Fiscal Eletrônica – NF-e, Modelo 55, como demonstra a imagem abaixo. Após selecionar todas as informações basta clicar em ‘Continuar’.

A partir desse momento foi gerado um processo eletrônico que o requente, a sua empresa no caso, deverá acompanhar através do próprio site da Receita/PR, como explicado na imagem abaixo.

É importante salientar que a partir desse momento você deverá aguardar que a Migrate efetue seu reconhecimento como usuário do sistema InvoiCy.

Somente após esse reconhecimento seu cadastro de uso do sistema estará finalizado e em condições de ser utilizado.

Para acompanhar o andamento do processo de reconhecimento pelo site da Receita/PR, basta acessar no menu a opção ‘UPD – Consultas – Usuário – Processos em Andamento’, conforme a imagem.

Na tela de Processos deverá selecionar a opção ‘Sócio Contribuinte’ e informar sua Inscrição Estadual ou Inscrição CNPJ e clicar em ‘Continuar’.

Serão exibidos então todos os processos relacionados com a sua empresa. Pode-se observar que o processo de cadastro de autorização de uso para o sistema InvoiCy ainda está com situação ‘Aguardando reconhecimento’. Para visualizar todas as informações clique no ícone de consultar do processo desejado.

Esse processo de reconhecimento é realizado por nossa equipe, e após nossa aprovação é necessário ainda um reconhecimento por parte da SEFAZ. O prazo para que seu cadastro de autorização de uso esteja aprovado, tanto por parte da Migrate como por parte da SEFAZ é menos de 24h (quando solicitado em dias úteis).

Observação:

Caso você deseja fazer login no sistema sem utilizar seu certificado, será necessário efetuar seu cadastro no site da Secretaria da Fazenda do Paraná, através do link http://www.fazenda.pr.gov.br/.

É importante destacar que para realizar esse processo, também deve-se utilizar somente os navegadores Google Chrome ou Mozilla Firefox.

Ao acessar o site procure no Menu lateral esquerdo a opção ‘Serviços – Receita/PR’ e clique na opção ‘+’ que tem ao lado, como demonstra a imagem abaixo.

Na sequência clique na opção ‘Torne-se Usuário’.

Ao clicar nessa opção, será aberta uma página orientando sobre como efetuar o seu cadastro.

Extensão Manifestação do destinatário

Última atualização em: 16 de outubro, 2019

Olá! Nesse artigo iremos explicar sobre a extensão ‘Manifestação do destinatário’, que permite gerenciar todas as NF-e emitidas contra o CNPJ da sua empresa, e obter o XML completo da NF-e após realização da manifestação do destinatário. Para saber mais sobre esse processo de manifestação leia o artigo O que é a manifestação do destinatário?.

Com essa nova extensão no InvoiCy, também será possível gerenciar os CT-e emitidos onde a sua empresa é o Tomador, e realizar o evento de “Prestação de Serviço em Desacordo” sobre esses documentos. Para saber mais sobre a funcionalidade desse evento leia o artigo Evento de Prestação do Serviço em Desacordo.

Para tanto, a partir de agora os usuários que desejam realizar a manifestação de documentos no InvoiCy deverão ter essa extensão ativa.

O acesso para ativar a extensão pode ser realizado por meio dos atalhos disponibilizados na janela Extensões, localizado na parte superior direita da aplicação, como demonstrado no artigo Extensões do InvoiCy.

Na tela de extensões, ao clicar sobre a imagem relacionada à manifestação do destinatário, abrirá uma nova tela contendo a aba ‘Visão geral’, que apresentará uma breve explicação sobre a extensão, com imagens de demonstração das telas, como representa a imagem abaixo.

Já na aba ‘Configurações’, como demonstra a imagem a seguir, estão localizados os parâmetros para configurar a extensão.

Nessa tela você deverá escolher para quais módulos deseja ativar a extensão, destacando que é necessário selecionar pelo menos um módulo para que a extensão seja ativada. Você também poderá definir alguns parâmetros. Na sequência explicamos a funcionalidade de cada um em específico:

– Número de consultas diárias na SEFAZ: o InvoiCy conta com um processo que busca diariamente na SEFAZ as NF-e emitidas contra o CNPJ da sua empresa, e armazena um resumo desses documentos no InvoiCy. Através desse parâmetro é possível definir a quantidade de vezes que esse processo será executado, tendo como limite 4 consultas diárias. Toda vez que o processo executar, ficará consultando os documentos até chegar no máximo NSU disponível na SEFAZ, ou seja, serão consultados todos os documentos da empresa até o momento.

– Armazenar os eventos emitidos por terceiros sobre seus documentos: através dessa configuração você pode definir se deseja armazenar no InvoiCy os eventos que foram emitidos contra os seus documentos. Por exemplo, sua empresa emite uma NF-e, e o destinatário dessa NF-e acaba fazendo a manifestação contra esse documento. Caso esse parâmetro esteja como ‘Sim’, esse evento será buscado na SEFAZ e vinculado ao seu documento no InvoiCy.

– Baixar documentos emitidos que não estejam armazenados no sistema: o processo que busca os documentos emitidos pela sua empresa na SEFAZ, pode ocasionalmente retornar documentos que foram emitidos com outro sistema emissor. Com essa configuração você pode escolher se deseja armazenar esses documentos também no InvoiCy.

– Ciência da Operação automática: ao configurar esse parâmetro como ‘Realizar para todos os documentos’, será efetuada automaticamente a ciência da operação para todos os resumos dos documentos baixados da SEFAZ pelo InvoiCy, armazenando o XML completo desses documentos. Já ao selecionar a opção ‘Realizar apenas para alguns fornecedores’, na tela de manifestação será possível cadastrar uma lista de CNPJs para o InvoiCy efetuar a manifestação de forma automática para todos os documentos baixados da SEFAZ, onde o emissor tenha seu CNPJ cadastrado na listagem de fornecedores.

– Justificativa padrão da manifestação: essa justificativa será utilizada para enviar o evento de operação não realizada sobre as notas que não foram importadas para o InvoiCy.

– Valor mínimo da NF-e obrigada a ser manifestada: quando o InvoiCy baixar da SEFAZ uma NF-e que tenha o valor maior ou igual ao valor informado neste parâmetro, caso esteja preenchido o parâmetro ‘E-mail para ser notificado de NF-e obrigada a ser manifestada’ será encaminhado um e-mail para o endereço informado, alertando sobre a obrigatoriedade de manifestar o respectivo documento.

– E-mail para ser notificado de NF-e obrigada a ser manifestada: serão enviadas para os endereços de e-mails configurados neste parâmetro notificações sobre a necessidade de manifestar um documento, quando o mesmo tiver o valor maior ou igual ao informado no parâmetro ‘Valor mínimo da NF-e obrigada a ser manifestada’.

Ao clicar no botão ‘Salvar’ a extensão será ativada automaticamente. Mas ainda é possível redefinir os módulos ativos ou alterar as demais configurações clicando no ícone de configurações, como destacado na imagem abaixo.

Pronto! Após ativar a extensão será possível efetuar a manifestação dos documentos recebidos da sua empresa. Também será apresentado um novo ícone na parte superior direita da aplicação, como demonstra a imagem abaixo.

Através desse ícone é possível acessar a nova tela de manifestação do destinatário, onde serão listados todos os documentos NF-e recebidos de seus fornecedores, possibilitando a filtragem de documentos por meio de diversos filtros de seleção, e a manifestação das NF-e recebidas. Veja na imagem abaixo a nova tela de manifestação do destinatário.

Essa nova tela visa facilitar o gerenciamento dos documentos, e principalmente alertar o usuário sobre os prazos de Manifestação do Destinatário.

Note que existe uma legenda ao final da tela, onde a cor amarela corresponde aos documentos que estão com prazo prestes a vencer. Já a legenda de cor vermelha corresponde aos documentos que estão com prazo de manifestação vencido. E os documentos de cor verde indicam que a manifestação indicada já foi concluída.

Para realizar a manifestação, basta selecionar no checkbox da grid o documento desejado, e por meio do ícone localizado na parte superior direita da grid escolher entre as ações disponíveis: Ciência da operação, Confirmação da operação, Não realização da operação e Desconhecimento da operação, conforme a imagem abaixo.

A opção ‘Consultar documentos recebidos’ tem como objetivo realizar uma consulta na SEFAZ dos documentos recebidos da sua empresa, e armazenar os mesmos no InvoiCy. Para fazer uso dessa opção não é necessário selecionar nenhum documento na grid.

Após será aberta uma nova tela com o retorno das manifestações, indicando se a mesma foi concluída com sucesso, ou se houve alguma falha, especificando na coluna ‘Retorno’ o que aconteceu. Veja na imagem abaixo a representação dessa tela de retornos.

Apenas para a ação ‘Não realização da operação’ abrirá uma tela para informar a justificativa da manifestação, e só então após isso abrirá essa tela de retornos.

Observação: para realizar o download do arquivo XML da NF-e completa é necessário realizar a Manifestação do Destinatário. Somente após a ciência ou confirmação da operação que será liberado o download do arquivo XML através do ícone de download da grid.

É importante destacar que a manifestação do destinatário também pode ser enviada via Web Service. Para saber mais sobre essa funcionalidade leia o artigo clicando aqui.

Para documentos do tipo CT-e, nesse grupo de ações aparecerá apenas a opção ‘Prest. de Serviço em desacordo’, como pode ser observado na imagem a seguir.

Da mesma forma, para realizar a prestação do serviço em desacordo basta selecionar o checkbox do documento desejado, e clicar na ação. Abrirá então uma tela para informar a justificativa, e após a tela com o retorno do envio.

Também é possível emitir um relatório gerencial dos documentos recebidos, conforme imagem abaixo, que tem por objetivo dar uma visão gerencial de todos os documentos recebidos, baixados ou importados que estão no InvoiCy.

O período máximo para a emissão do relatório contabiliza os últimos 31 dias, a partir do dia em que está sendo emitido. O relatório pode ser emitido tanto resumido, quanto detalhado. Essa opção está disponível logo abaixo dos filtros de data, como demonstra a imagem a seguir.

O relatório resumido trará os CNPJs, a razão social e a quantidade de documentos que foram recebidos, baixados ou importados. Já no relatório detalhado, mais informações serão exibidas, como a chave de acesso dos documentos, o valor, número e série, e o status da manifestação desses documentos. Logo após selecionar o tipo do relatório, o download do PDF será iniciado.

A exportação recorrente pode ser programada para até os próximos 12 meses da exportação do relatório atual. Esse relatório será gerado todo dia primeiro (01) de cada mês e também pode ser classificado em resumido ou detalhado. Para que a exportação ocorra, é necessário informar um endereço de e-mail, para que seja enviado o relatório.

Os agendamentos podem ser consultados na lista de exportações agendadas, onde constam as informações de que tipo é o relatório, para qual e-mail ele será enviado, quantos relatórios já foram executados, e quantos relatórios mensais faltam, assim como a data da próxima execução.

Fluxo de ciência da operação automática

Possibilitamos também efetuar a ciência da operação automática para os resumos dos documentos baixados da SEFAZ. Para saber mais sobre essa funcionalidade leia o artigo Ciência da operação automática.

O que é a manifestação do destinatário?

Última atualização em: 06 de julho, 2018

A Manifestação do Destinatário é um evento da NF-e, que permite que o destinatário da NF-e possa se manifestar sobre a sua participação comercial descrita na NF-e, confirmando as informações prestadas pelo seu fornecedor e emissor do respectivo documento fiscal.

Seu objetivo é trazer mais segurança nas operações fiscais das empresas, garantindo que não houve uso indevido de seu CNPJ e de sua Inscrição Estadual. Desta forma são amenizadas as operações fraudulentas realizadas de má fé por algumas empresas.

A Manifestação do Destinatário também proporciona segurança jurídica, uma vez que uma NF-e não poderá mais ser cancelada após manifestada a confirmação da operação. Isso evita que uma NF-e seja emitida para um destinatário, e logo após o recebimento da mercadoria o seu emissor cancele a NF-e, sem conhecimento do destinatário, com o intuito único e exclusivo de sonegar impostos. Apenas o evento Ciência da Operação não inibe a autorização para o pedido de cancelamento da NF-e.

Através do processo de Manifestação do Destinatário é possível realizar algumas operações, sendo elas:

1. Ciência da Operação

Indica que o destinatário da operação tem conhecimento que o documento foi emitido, mas ainda não expressou uma manifestação conclusiva para a operação. Esta operação também dá direito de o destinatário fazer download do XML. Toda vez que for registrado um evento de Ciência da Operação o destinatário é obrigado a realizar a “Confirmação da Operação”, o “Registro de Operação não Realizada” ou o “Desconhecimento da Operação”.

2. Confirmação da Operação

O evento será registrado após a realização da operação, e significa que a operação ocorreu conforme informado na NF-e. Quando a NF-e trata de uma circulação de mercadorias, o momento de registro do evento deve ser posterior à entrada física da mercadoria no estabelecimento do destinatário.

Este evento também deve ser registrado para NF-e onde não existem movimentações de mercadorias, mas foram objeto de ciência por parte do destinatário, por isso é denominado de Confirmação da Operação e não Confirmação de Recebimento.

Importante registrar que após a Confirmação da Operação pelo destinatário, a empresa emitente fica impedida de cancelar a NF-e.  Apenas o evento Ciência da Operação não inibe a autorização para o pedido de cancelamento da NF-e, conforme o prazo definido na legislação vigente.

3. Não realização da Operação

Este evento será informado pelo destinatário quando, por algum motivo, a operação legalmente acordada entre as partes não se realizou (devolução sem entrada física da mercadoria no estabelecimento do destinatário, sinistro da carga durante seu transporte, etc.).

4. Desconhecimento da Operação

Este evento tem como finalidade possibilitar ao destinatário se manifestar quando da utilização indevida de sua Inscrição Estadual, por parte do emitente da NF-e, para acobertar operações fraudulentas de remessas de mercadorias para destinatário diverso. Este evento protege o destinatário de passivos tributários envolvendo o uso indevido de sua Inscrição Estadual/CNPJ.

5. Download da NF-e

Após efetuar a manifestação do destinatário para uma NF-e, é possível realizar o download do arquivo XML completo da NF-e, diretamente da SEFAZ.

Como funciona esse processo de Manifestação do Destinatário no InvoiCy?

O fornecedor emite uma NF-e, onde a sua empresa é o destinatário. Após a emissão essa NF-e fica armazenada no sistema da SEFAZ.

O InvoiCy conta com um processo que fica buscando diariamente na SEFAZ os documentos recebidos da sua empresa, ou seja, as NF-e que foram emitidas contra o CNPJ da sua empresa.

Então, você acessa o InvoiCy com a sua empresa, e através da tela de Manifestação do Destinatário poderá visualizar todos esses documentos, e realizar a manifestação sobre eles. Ou ainda efetuar o envio dos eventos de manifestação via Web Service.

A manifestação de uma NF-e via tela só é possível através da ativação da extensão ‘Manifestação do Destinatário’, onde você poderá definir as configurações de acordo com a sua empresa. Leia o artigo Extensão Manifestação do destinatário para saber mais sobre o funcionamento desse processo.

Se você deseja enviar a manifestação via Web Service, leia o artigo Envio de eventos, para mais informações.

Ciência da operação automática

Última atualização em: 14 de agosto, 2018

O InvoiCy permite que você realize algumas configurações para efetuar a ciência da operação automática sobre os documentos importados da SEFAZ.

Para isso, você deve configurar e ativar a extensão Manifestação do destinatário. Para saber mais sobre como ativar essa extensão, leia o artigo Extensão Manifestação do destinatário.

Antes de saber como realizar a ciência da operação automática, vamos entender alguns parâmetros que devem ser configurados. Na tela de ativação da extensão constam dois parâmetros que são importantes para o funcionamento desse processo:

– Ciência da Operação automática: ao configurar esse parâmetro como ‘Realizar para todos os documentos’, será efetuada automaticamente a ciência da operação para todos os resumos dos documentos baixados da SEFAZ pelo InvoiCy, armazenando o XML completo desses documentos. Já ao selecionar a opção ‘Realizar apenas para alguns fornecedores’, na tela de manifestação será possível cadastrar uma lista de CNPJs para o InvoiCy efetuar a manifestação de forma automática para todos os documentos baixados da SEFAZ, onde o emissor tenha seu CNPJ cadastrado na listagem de fornecedores.

– Justificativa para não realização da operação: essa justificativa será utilizada para efetuar o evento de operação não realizada sobre as notas que não foram importadas para o InvoiCy.

Na tela de manifestação, aparecerá um ícone de acordo com a opção que foi configurada no parâmetro ‘Ciência da Operação automática‘. Ao marcar a opção ‘Realizar para todos os documentos’, aparecerá o ícone demonstrado na imagem abaixo.

Ao clicar nesse ícone será aberta uma tela para você efetuar a importação do arquivo .CSV com as chaves de acesso dos documentos recebidos que constam em seu ERP. Confira na imagem abaixo a tela.

Você deve selecionar o arquivo para importação, podendo informar uma descrição para ele através do campo ‘Descrição da importação’.

Então no campo ‘Tipo do evento que deve ser disparado para as chaves de acesso’ você pode escolher qual evento será realizado sobre as chaves de acesso que você está importando. As opções disponíveis são: Confirmação da operação, Ciência da operação e Desconhecimento da operação.

Como já mencionamos, existe um processo que consulta automaticamente na SEFAZ os documentos emitidos contra a sua empresa, baixa o XML desses documentos e armazena no InvoiCy.

Então se houver algum documento armazenado para a sua empresa no InvoiCy, e que não esteja no arquivo .CSV que você importou, você pode configurar para que o InvoiCy envie o evento de não realização da operação para esses documentos, através do campo ‘Tipo do evento que deve ser disparado para as notas que não constam na lista importada’. OBS: o InvoiCy irá enviar o evento de não realização da operação para esses documentos apenas quando acabar o prazo para manifestação.

Para isso, o InvoiCy fará uso da justificativa que você configurou no parâmetro de ativação da extensão ‘Justificativa para não realização da operação’.

Já ao selecionar a opção ‘Realizar apenas para alguns fornecedores’, aparecerá o ícone conforme a imagem a seguir.

Ao clicar no ícone você poderá consultar a lista de fornecedores, bem como cadastrar novos fornecedores ou importar através de um arquivo .csv. A estruturação desse arquivo deve ser o seguinte: CNPJ;Nome do fornecedor. Clique aqui para visualizar um exemplo.

A ciência da operação será realizada de forma automática para todos os documentos baixados da SEFAZ, onde o emissor tenha seu CNPJ cadastrado na listagem de fornecedores. Destacando que esse evento será emitido apenas um dia antes de expirar o prazo final para realização da ciência da operação.

Emissão de NF-e via tela de digitação

Última atualização em: 20 de março, 2018

Olá! Buscando a melhoria contínua da Plataforma InvoiCy, a partir da versão 1.27.0.0 liberamos uma nova funcionalidade para os emissores de NF-e: o processo de digitação de NF-e.

Agora, você usuário poderá emitir suas NF-e informando os dados necessários via tela, sem a necessidade de integrar com o Web Service do InvoiCy. Na sequência iremos explicar como acessar e utilizar essa novidade. É importante destacar que todas as NF-e emitidas via tela serão no layout novo 4.00.

Para realizar a emissão da NF-e via Digitação no InvoiCy você poderá cadastrar as séries desejadas, bem como cadastrar pessoas e cadastrar os itens comercializados pela empresa. Para isso veja como realizar os cadastros através dos vídeos abaixo listados:

Realizado os cadastros básicos, sua empresa já poderá iniciar a Digitação da NF-e, veja uma emissão simples de NF-e. Emitir NF-e

Quer personalizar o InvoiCy do seu jeito, conheça nosso modelo White Label, veja como deixar o Painel do InvoiCy com a cara de sua empresa!

Além dos vídeos possuímos o processo de emissão descrito abaixo, fique a vontade e escolha a forma de conhecer a emissão de NF-e no InvoiCy que melhor se adaptar ao seu gosto.

Ao clicar na opção ‘Emitir’, você será direcionado para a tela de documentos em digitação, onde poderá visualizar todos os documentos que estão em digitação, e que por não estarem finalizados ou por algum motivo de rejeição ainda estão pendentes de emissão.

Emitir

 

Através dos ícones presentes na grid, você tem a possibilidade de editar estes documentos e tentar emiti-los novamente, ou então inutilizar o documento, informando uma justificativa para a inutilização.

Através dos filtros poderá pesquisar uma NF-e através do seu número, série, data de emissão ou nome do destinatário.

Para emitir uma nova NF-e basta clicar no botão ‘Emitir NF-e’. Já o botão ‘Reutilizar dados’ deverá ser utilizado quando se deseja emitir uma nova NF-e com base em outra NF-e que já foi efetivada, podendo reutilizar suas informações para agilizar o processo de emissão. A imagem abaixo demonstra essas duas opções.

Ao clicar no botão ‘Reutilizar dados’, abrirá uma tela para você escolher a NF-e que deseja reutilizar, podendo utilizar os filtros de pesquisa para encontrar o documento desejado. Após encontrar o seu documento, clique no ícone ‘Reutilizar’, como demonstra a imagem abaixo.

Na sequência será aberta a tela de digitação preenchida com as informações desse documento que foi selecionado, possibilitando assim emitir uma nova NF-e reaproveitando os dados de outra.

Ao clicar no botão ‘Emitir NF-e’, será aberta a tela de digitação para emitir uma nova NF-e, onde no grupo ‘emitente’ você deverá informar dados como a natureza da operação, finalidade e tipo da NF-e, entre outras informações que podem ser observadas na imagem abaixo.

No bloco ‘Destinatário’, você deverá informar os dados do destinatário da NF-e, como nome, CNPJ/CPF, endereço, entre outros. Ao digitar no campo ‘Nome’ serão listados os destinatários encontrados, caso nenhum seja listado você tem a possibilidade de adicionar um novo destinatário, como demonstra a imagem abaixo.

Ao clicar em ‘Adicionar registro’ será aberta uma nova tela para informar todos os dados de cadastro do novo destinatário. Ao salvar as informações e fechar a tela, voltará para a tela de digitação, já com as informações do novo destinatário preenchidas.

Ao expandir o grupo ‘Documentos Referenciados’ aparecerá um botão para adicionar documentos, onde será aberta uma tela separada pelos modelos de documentos: NF-e, NF, NF de Produtor, CT-e e ECF, para que você possa adicionar.

No grupo ‘Produtos’ deve-se informar os produtos que compõem a NF-e. da mesma forma, ao digitar a descrição no campo ‘Item’ serão listados os itens encontrados, caso contrário você pode adicionar um novo item.

Na tabela dos itens, os valores correspondentes as colunas ‘Vlr. Bruto’ e ‘Vlr Líquido’ serão calculados automaticamente. Após inserido um item você ainda tem a possibilidade de editar o mesmo, clicando no primeiro ícone que fica ao lado da coluna ‘Vlr. Líquido’ da grid. Para informar/editar os impostos do item, basta clicar no ícone ao lado.

Já no grupo ‘Frete’ pode-se definir a modalidade de frete. Ao clicar em ‘Mais informações do frete’ é possível informar dados de veículos, volumes e retenção de ICMS. A imagem abaixo demonstra todos esses grupos que foram comentados acima.

No grupo ‘Totais’ os valores serão preenchidos automaticamente. Apenas os valores correspondentes aos links ‘Informações do ISSQN’ e ‘Retenção de tributos’ que podem ser preenchidos pelo usuário.

No grupo ‘Cobrança’ pode-se escolher a forma de pagamento, entre: Pagamento à vista, Pagamento a prazo e Outros.

Ao optar pela forma de pagamento a prazo deve-se preencher também o grupo ‘Duplicatas. No grupo ‘Informações de pagamento’ deve-se definir a forma de pagamento, como pode-se observar na imagem a seguir.

Por fim o grupo de ‘Informações Adicionais’, e logo abaixo uma série de links, que permite adicionar mais algumas informações, como as pessoas autorizadas a fazer o download do XML, informações de compra, documentos referenciados entre outras.

E no final da página se encontra o botão ‘Emitir NF-e’, para efetuar o envio do documento, e o botão ‘Pré visualizar DANFE’, que possibilita visualizar o DANFE antes de efetuar a emissão da NF-e.