Padrão N&A Informática

Última atualização em: 06 de novembro, 2019

O Padrão N&A Informática segue o modelo padronizado ABRASF 1. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Inutilização de NFS-e;
  • Tomador do Exterior.

2. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar valor da Natureza de Operação;
  • Informar o valor do CNAE.

3. Série

Devem ser informadas as seguintes séries conforme necessidade:

  • U – Única M1 – Mista RPA – Recibo Pessoa Física;
  • O – NF de Outro Município;
  • AV – NF Avulsa;
  • Ne – Nota Fiscal Eletrônica Conjugada.

 4. Tomador não identificado

  • Não informar o CPF ou CNPJ e o campo CEP.

5. Impressão

  • Não possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

6. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

7. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

8. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão H2M Soluções

Última atualização em: 16 de outubro, 2019

O Padrão H2M Soluções segue o layout XML da ABRASF 2.0 com envio de notas via upload. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Consulta de NFS-e;
  • Cancelamento;
  • Substituição de NFS-e;
  • Impressão;
  • Inutilização.

2. Obrigatoriedades

  • Informar a série permitida pela prefeitura, sendo que a série é única;
  • Informar valor do item da lista de serviço;
  • Informar a natureza de operação e o código de tributação vigente para empresa.

3. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

Natureza da operação

4. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

Regime Especial de Tributação

5. Passos para realizar o envio de notas no sistema upload

Ao acessar o sistema pelo portal da prefeitura (https://hm2solucoes.com.br/tributacao/open.do?action=open&sys=TRB), tem-se uma seleção do município. Deve-se selecionar o município desejado onde é realizado a  emissão de NFS-e para a sua empresa, inserir o usuário e senha solicitado com a prefeitura e terás acesso ao sistema.

Em seguida é selecionado Nota Fiscal Eletrônica > NFe Pessoa Jurídica.

Aparecerá a  grid com as informações de notas que foram enviadas via upload ou emitidas diretamente via digitação. Podemos visualizar diversas opções que podem ser utilizadas abaixo da grid.

As principais opções  marcadas em vermelho são “Cancelar Nota” onde clicando na opção pode ser cancelada a nota fiscal que foi recentemente emitida, informando o motivo de cancelamento.  A opção “ Visualizar Nota” mostrará um pré modelo da nota fiscal.

Na opção “XML da nota” você poderá baixar a NFS-e que foi gerada e pode ser importada no InvoiCy, realizando a conversão desses dados para base64.

Clicando na opção “Atualizar Grade” a grid será atualizada. Sem realizar essa ação a nota que foi realizado upload não irá aparecer na grade.

Na opção RPS você poderá visualizar os XMLs na qual realizou o upload, esses mesmos XMLs aparecem na grid de NFS-e na opção “NF-e Pessoa Jurídica”, indicamos que ao realizar o upload de XMLs vá na opção RPS e selecione o RPS e clique em “Converter RPS em Nota”.

Ao clicar em Nota Fiscal Eletrônica > Upload de Lote RPS aparecerá a janela de upload do RPS onde a nota gerada pelo processo de envio, deverá ser importada.

Caso ocorrer erro  como se apresenta na imagem, ao tentar realizar ações na grid de NF-e Pessoa Jurídica, deve-se limpar o cache do seu navegador  e realizar novamente o login no sistema da prefeitura.

6. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão INFISC CFS-e

Última atualização em: 02 de setembro, 2019

O Padrão INFISC CFS-e segue o modelo próprio. Segue abaixo suas particularidades.

Informações a serem solicitados com a prefeitura:

Verificar com a prefeitura do seu município se o tipo de código de serviço pode utilizar o Cupom Fiscal de Serviço eletrônico;

Solicitar com a prefeitura a autorização de uso de Cupom Fiscal eletrônico e sua série específica  de emissão.

OBS: O serviço de envio de Cupom Fiscal possui um modelo de XML reduzido e próprio para emissão de CFS-e, devendo atender aos requisitos citados acima e que devem ser verificados com a prefeitura do seu município.

1. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica
  • Inutilização de CFS-e.

2. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar o código do item.

3. Impressão

  • Possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

4. Regime Tributário

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

Regime tributário.jpg

5. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão Nota Joseense

Última atualização em: 02 de setembro, 2019

O padrão Nota Joseense consiste no novo sistema de emissão do município de São José dos Campos/SP, seguindo o mesmo modelo de emissão GINFES, que era utilizado anteriormente no município. Praticamente as mesmas regras e modelo de integração foram mantidas para reduzir as modificações por parte do prestador.

Diferentemente do Ginfes, agora é necessário informar o campo CNAE. Muitos prestadores não enviavam esta informação ao InvoiCy, pois a prefeitura utilizava apenas o item de serviço e código de tributação do município. Entretanto, apesar do anúncio de que o padrão iria fazer automaticamente esse de-para, percebemos que sem informar o CNAE ocorrerá rejeição.

O CNAE deve ser consultado acessando o sistema novo de emissão > CONFIGURAÇÃO EMPRESA.

Para configurar alíquota e competência, acesse: CONFIGURAÇÃO EMPRESA > Manutenção Detalhe > Simples Nacional.

2019-09-03

O padrão disponibiliza ambiente de homologação, porém nos testes realizados até 01 de setembro de 2019 não retornavam mensagens de rejeição. Desta forma, recomenda-se aos emissores que já emitiam com o InvoiCy usando o padrão GINFES, continuarem emitindo normalmente em produção e realizar ajustes em caso de rejeições.

Importante:

Conforme orientações do portal do município de São José dos Campos, é necessário criar uma nova senha para começar a emitir no novo sistema. Para mais informações acesse o link: https://www.sjc.sp.gov.br/servicos/gestao-administrativa-e-financas/nota-joseense/transicao/

Permitir resolver notas em conflito via Web Service

Última atualização em: 19 de julho, 2019

Durante o processo de emissão de NFS-e pode ocorrer que um determinado documento fique com status ‘em conflito’. Esse retorno geralmente ocorre quando há falha na comunicação com a prefeitura e esta não possui o serviço de consulta ou exige o número de protocolo para realizar a consulta, porém como ocorreu problema na comunicação, o número do protocolo não está disponível.

Para realizar a correção de documentos com status ‘em conflito’, ao receber esse retorno do web service, o ERP poderá solicitar que o prestador verifique junto ao sistema da prefeitura se o documento está registrado lá, caso esteja, ele deverá pegar os dados referente ao número da NFS-e, código de verificação e protocolo. Estas informações deverão ser enviadas ao InvoiCy por meio do web service de recepção de documentos.

O envio das informações para o InvoiCy deverá seguir o modelo no link a seguir: Clique aqui .

Caso a nota constar no sistema da prefeitura, o ERP deverá enviar ao InvoiCy o número da NFS-e, o código de verificação e o protocolo. Nesse caso, a tag NotaExiste deverá ser enviada como “S”,  a partir disso o InvoiCy irá atualizar os dados do documento e será disparada uma consulta ou uma tentativa de reenvio, se a comunicação com o web service da prefeitura ocorrer normalmente, o status da NFS-e será atualizado no InvoiCy.

Se a nota não existir no sistema da prefeitura, o ERP deverá enviar ao InvoiCy o mesmo evento de correção apresentado anteriormente, porém enviando o campo NotaExiste como “N”,  nesse caso não devem ser enviadas as tags Protocolo, NFSeCodVerificacao e NFSeNumero.

Em alguns padrões existe um controle na numeração de lotes, que devem ser sequenciais. Como o número do lote é gerado e controlado automaticamente pelo InvoiCy, na maioria dos casos a empresa não precisa se preocupar com esse número.  Quando a prefeitura rejeitar o lote devido a problemas na sequência do lote (ou dizer que esse número de lote já foi utilizado em emissões anteriores), buscamos identificar que esse erro ocorreu e o sistema se resolver automaticamente. Entretanto, até conseguirmos tratar todos os possíveis retornos, a emissão em alguns padrões pode necessitar de interação manual para recalibrar a sequência do lote.

Quando o caso relatado acima ocorrer, o usuário poderá verificar no site do município qual o número do lote da última nota autorizada e informar ao invoiCy qual o número de lote o RPS em questão precisa utilizar para emitir.

Após enviar essas informações, o InvoiCy irá retornar ao ERP o status do documento, utilizando o mesmo layout de retorno de consulta de documentos.

Padrão Prefeitura Rápida

Última atualização em: 21 de maio, 2019

O Padrão Prefeitura Rápida utiliza um modelo próprio de layout de XML. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

Importante:

Ao cadastrar uma nova empresa deve ser preenchido o campo ‘Chave Primária de Autenticação’ com o valor da chave privada fornecida dentro do sistema da prefeitura. Para extrair esta informação, acesse o menu ‘Webservice Nfse’ e posteriormente clique em ‘Chave Privada Webservice’.

1. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;
  • Substituição de RPS;
  • Repetir o número do RPS.

2. Número e Série do RPS

O Padrão Prefeitura Rápida é sequencial e não permite que haja repetição do número de RPS, pois o mesmo não diferencia Séries de RPS, portanto cada número de RPS é único, independente qual for a Série utilizada.

3. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

Natureza da operação

4. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Importação de NFS-e emitida na Prefeitura

Última atualização em: 07 de maio, 2019

O InvoiCy passa a disponibilizar uma nova funcionalidade que irá consultar e importar as notas emitidas pelo próprio Prestador na prefeitura de forma automática, permitindo assim que as empresas que emitem NFS-e armazenem suas notas de forma centralizada e organizada.

É importante destacar que essa funcionalidade estará disponível apenas para notas emitidas em produção. E no momento irá funcionar apenas com os padrões BETHA, GINFES, NF PAULISTANA e NOTA CARIOCA.

Para fazer uso dessa nova funcionalidade é muito simples. Primeiramente, é necessário ativar a extensão de Documentos importados para a empresa, e configurar o parâmetro ‘Tipo de arquivos para importar no módulo NFS-e’, como demonstra a imagem abaixo. Para mais informações sobre essa extensão leia o artigo Extensão Documentos importados.

Após ativar a extensão, um processo irá automaticamente consultar na prefeitura as notas emitidas pela empresa e importar para o InvoiCy. A consulta sempre será realizada nas primeiras horas do dia seguinte, buscando as notas do dia anterior.

Caso desejar, após a importação você poderá realizar a consulta e download dessas notas. Para mais informações sobre esse processo leia o artigo Exportação de NFS-e recebidas e emitidas.

Padrão SIGCORP ABRASF

Última atualização em: 09 de abril, 2019

O Padrão SIGCORP ABRASF utiliza o modelo de layout XML da ABRASF 2.0. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite:
– Inutilização da Nota;
– Tomador do exterior;
– Intermediário do serviço;
– Substituição de NFSe

2. Tomador
Para tomador não identificado informar CPF 77777777777 e razão social: ‘NÃO INFORMADO’.

3. Natureza da Operação
Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

Natureza da operação

4. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão RLZ ABRASF

Última atualização em: 05 de abril, 2019

O Padrão RLZ ABRASF utiliza o modelo de layout XML da ABRASF 2.03. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite

– Inutilização da Nota;
– Tomador não identificado
– Valor do serviço não informado

2. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

3. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Importação de NFS-e emitidas

Última atualização em: 12 de agosto, 2019

Para utilizar a importação de NFS-es no InvoiCy é necessário contratar a extensão “Documentos importados”, e configurar uma caixa de leitura de e-mail onde são recebidas as notas fiscais.

Para saber mais sobre essa extensão leia o artigo Extensão Documentos importados. Para configurar a caixa de e-mail, siga os passos do artigo Configurando uma caixa de e-mail.

Um processo automático ficará rodando no servidor e fará a leitura dos XMLs na caixa de e-mail configurada. Esta mesma caixa de e-mail poderá ser utilizada tanto para importação de NFS-es emitidas quanto recebidas.

Também é possível importar manualmente xmls de arquivos NFS-e através da tela de importação de documentos. O e-mail cadastrado receberá uma notificação em alguns instantes sobre o resultado da importação.

tela_importacao.png

OBSERVAÇÃO: Ao utilizar o processo de Importação de documentos é necessário ter a empresa emissora do documento selecionada no combobox de empresas do InvoiCy.

Para visualizar as notas basta clicar no ícone da extensão ‘Documentos importados’ na parte superior direita da aplicação, conforme demonstra a imagem abaixo.

tela-documentos-importados

Através desse ícone é possível acessar a nova tela de documentos importados, onde serão listados todos os documentos NFS-e que foram importados para o InvoiCy. Verifique se o filtro Emitido / Recebido está marcado.

Também disponibilizamos um serviço de exportação dessas notas. O processo é o mesmo que a consulta de documentos recebidos, porém é necessário informar a tag <EmitidoRecebido> como “E”. Para utilizar esse serviço, siga os passos do artigo Exportação de NFS-e de entrada.