Padrão Public Soft

Última atualização em: 06 de outubro, 2020

O Padrão Public Soft segue o modelo padronizado ABRASF 2.02. Segue abaixo suas particularidades:

Durante o seu cadastro de empresa no InvoiCy deve informar na aba de configurações para emissão da NFS-e os dados de usuário e senha. O usuário será o Token de Acesso e a senha é a Senha NFS-e que deve ser copiado nos dados cadastrais no site da Prefeitura do seu município, conforme imagens abaixo.

Acesse o portal da prefeitura com o seu cadastro e terá acesso ao seu cadastro, acesse a aba Dados Cadastrais, em Meu cadastro e terá acesso ao token de acesso e senha NFS-e.

1. O sistema não permite

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Tomador estrangeiro.

2. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar valor no ISS Retido.

3. Código CNAE

O código CNAE segue a regras legislativas do município, devendo ser informado conforme o item da lista de serviço cadastrado pela sua empresa no cadastro do portal do município.

4. Impressão

Não possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

5. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

6. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

7. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão Prescon WS

Última atualização em: 18 de setembro, 2020

O Padrão Prescon WS segue o modelo padronizado pela prefeitura. Segue abaixo suas particularidades:O sistema não permite:

1. O sistema não permite

  • Consulta de NFS-e por RPS;
  • Substituição de NFS-e;
  • Inutilização de NFS-e;
  • Envio de RPS sem tomador;
  • Informar o Intermediário do serviço.

2. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar valor no ISS Retido;
  • Informar o tipo de retenção do ISS (verificar tabela abaixo).

3. Código CNAE

O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios não possui a exigência para informar, portanto mantendo em branco.

4. Natureza da Operação

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão da prefeitura:

5. Retenção do ISS

Conforme a tabela abaixo:

6. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão SISGENFe

Última atualização em: 11 de setembro, 2020

O Padrão SISGENFe segue o modelo padronizado ABRASF 2.02. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica.

2. Obrigatoriedades

  • Informar dados do tomador do serviço (Previamente cadastrado na prefeitura).
  • Informar Local de Prestação do serviço.
  • Envio de numeração sequencial em documentos de mesma série.
  • Informar o Item na lista de itens informando o código da atividade
    exercida, as atividades estão previamente cadastradas na
    prefeitura.

3. Códigos de cancelamentos:

4. Unidade de medida dos itens

5. Código CNAE

Não há campo para informar CNAE, o mesmo já está previamente incluído no item no envio, somente é informado o id da atividade.

6. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão SysIss MGA

Última atualização em: 02 de setembro, 2020

O Padrão SysISS MGA segue o modelo padronizado ABRASF 2.02. Segue abaixo suas particularidades:

1. Obrigatoriedades:

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Alterar senha do usuário no sistema.
Deve-se logar no sistema: https: //nfsemga.wphomologacao.com.br/#/nota-fiscal

Seguir conforme numeração das imagens, clicar na empresa, configurações, clicar em Gerar Chave e a chave de acesso será gerada, copiar essa chave e colocar no campo “Senha de autenticação” dentro do InvoiCy, na tela “Configurações para a emissão de NFS-e”.

Alterar senha no ambiente de produção para o cliente:

Logar no site: https://nfse.cruzeirodooeste.pr.gov.br/#/ e executar os mesmos passos de homologação.

2. Tomador do exterior

  • Não informar o CPF ou CNPJ e o campo CEP;
  • O campo de Exigibilidade ISS deve ser informado 4, conforme layout (Exportação);
  • Código do município deve ser informado vazio para o grupo do tomador bem como para o serviço;
  • Informar o país de prestação de serviço no grupo do serviço.

3. Código CNAE

  • O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios não possui a exigência para informar, portanto mantendo em branco.

4. Impressão

  • Não disponibiliza link de impressão diretamente do sistema da prefeitura. O modelo gerado pelo InvoiCy é válido como comprovante.

5. Série

Há algumas particularidades em relação a série da NFS-e:

9. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão DSF 2

Última atualização em: 02 de setembro, 2019

O padrão DSF 2 consiste no novo sistema de emissão do município de Macapá/AP, seguindo o mesmo modelo de emissão ISSWEB Fiorilli, que era utilizado anteriormente no município. Praticamente as mesmas regras e modelo de integração foram mantidas para reduzir as modificações por parte do prestador.

Diferentemente do ISSWEB Fiorilli, agora é necessário informar o campo CNAE. Muitos prestadores não enviavam esta informação ao InvoiCy, pois a prefeitura utilizava apenas o item de serviço e código de tributação do município. Entretanto agora se não informar o CNAE ocorrerá rejeição.

O CNAE deve ser consultado acessando o sistema novo de emissão > CONFIGURAÇÃO EMPRESA.

Para configurar alíquota e competência, acesse: CONFIGURAÇÃO EMPRESA > Manutenção Detalhe > Simples Nacional.

2019-09-03

No momento da troca o município não disponibilizava ambiente de homologação. Desta forma, recomenda-se aos emissores que já emitiam com o InvoiCy usando o padrão ISSWEB Fiorilli, continuarem emitindo normalmente em produção e realizar ajustes em caso de rejeições.

Importante:

Conforme orientações do portal do município de São José dos Campos, é necessário criar uma nova senha para começar a emitir no novo sistema. Para mais informações acesse o link: https://nfe.macapa.ap.gov.br

Padrão CENTI 2

Última atualização em: 01 de setembro, 2020

O Padrão CENTI 2 segue o modelo padronizado ABRASF 2.0. Segue abaixo suas particularidades:

1. Primeiros passos para emissão

Solicitar com a prefeitura do seu município o usuário e senha, que devem ser informadas nas Configurações de emissão da NFS-e no InvoiCy.

Para as empresas que já utilizavam o padrão CENTI, o usuário e senha continuam os mesmos.

2. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica.

3. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar valor no ISS Retido;
  • Informar o município de Incidência.

4. Código CNAE

O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios não possui a exigência para informar, portanto mantendo em branco.

5. Impressão

Não possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

6. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão da prefeitura:

7. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

 

Dashboard de Gestão Fiscal – NFS-e

Última atualização em: 25 de junho, 2020

Neste artigo explicaremos brevemente sobre a funcionalidade de cada gráfico da extensão Dashboard de Gestão Fiscal – NFS-e. Cada gráfico exibe o período em que os dados estão sendo considerados, ou se os mesmos são online.

Documentos não compliance:

Todos os documentos e eventos emitidos para a NFS-e, que estejam com status diferente de autorizado, inutilizado, cancelado e denegado serão relacionados neste gráfico.

Comunicação com prefeituras:

Informa o status da comunicação dos Web Services de recepção, quando o parceiro realiza emissão nas prefeituras que ele possui acesso. Assim, o gráfico apresenta comunicação normal ou falha dependendo do retorno de cada prefeitura. É possível verificar no gráfico o total de prefeituras que o parceiro possui acesso.

Situação das empresas:

Os emissores que não tiverem nenhum documento autorizado no InvoiCy no mês, poderão ser relacionados como empresa com problema, isso permite ter uma visão genérica das empresas que estão com problemas. Em conformidade, são empresas que tiveram ao menos um documento autorizado no mês. Desabilitada de monitoramento, são empresas que o usuário desabilita deste monitoramento, podendo reabilita-la a qualquer momento.

Processos Pendentes:

Esse gráfico é destinado a visualizar a fila de documentos com emissão e consulta, realizados no processo assíncrono, listando um totalizador de documentos pendentes de envio, de consulta e pendentes de cancelamento para todos os CNPJs da base do parceiro. Ao clicar sobre as visões “Pendentes de Envio”, “Pendentes de Consulta” ou “Pendentes de Cancelamento” o dashboard deve listar todos os CNPJs que possuem algum documento em fila assíncrona com aquela pendência. Já a visão de “Empresas Travadas”, irá listar um totalizador de CNPJs com a fila parada, o que é muito comum ocorrer por algum problema na fila, ou até mesmo, em filas sequenciais, onde uma nota fiscal rejeita, e só continua após sua correção.

Tipo de processamento:

Esse gráfico irá apresentar qual a quantidade de empresas configuradas no processo síncrono, e qual a quantidade de empresas configuradas no processo assíncrono. A visão deve permitir o detalhamento de cada tipo de processamento, visualizando toda a lista de CNPJs por tipo.

Municípios Integrados:

Através desse gráfico, será possível acompanhar o número de municípios integrados em cada tipo: emissão, importação de notas recebidas e importação de notas emitidas. Saiba mais sobre importação de notas emitidas e recebidas lendo os artigos Importação de NFS-e emitidas e NFS-e de entrada.

Vencimento de certificados:

Relaciona os certificados dos emissores do parceiro próximos do vencimento, separados conforme as faixas de dias. Ao clicar no gráfico será direcionado para a tela com os certificados, exibindo quantos CNPJs estão atrelados a este certificado. Ao editar o certificado terá acesso para atualizar ou adicionar o mesmo para as empresas emissoras.

Falha no envio de e-mail:

Agrupamento de todos os e-mails que tiveram falha no envio, devido a erro de endereço eletrônico ou no servidor de e-mail. Ao clicar no gráfico, será direcionado para a tela com os CNPJs e as quantidades de e-mail que não foram enviados.

Padrão FINTELISS CFS

Última atualização em: 23 de março, 2020

O Padrão FintelISS CFS segue o modelo padronizado ABRASF 2.02. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Tomador Exterior;
  • Impressão do cupom pelo modelo da prefeitura (Está em desenvolvimento por eles).

2. Obrigatoriedades:

  • Informar prestador do serviço;
  • Informar tomador do serviço;
  • Informar valores correspondes e código ao item do serviço;
  • Informar protocolo de autorização no menu ‘Cadastro’, opção ‘Vincular Desenvolvedor CFS’;
  • Informar Chave primária de autenticação, para gerar essa chave deve-se ir no Sistema da prefeitura ir no menu ‘Operações Fiscais’ e na opção ‘Consulta de Terminais’, nesta tela deve-se criar um novo terminal caso não tiver nenhum ativo, após deve-se pegar a ‘Chave de Liberação’ do referido terminal e cadastrar a mesma no campo ‘Chave primária de autenticação do InvoiCy’;
  • Informar série somente com número, não permite letras.

3. Impressão:

  • Atualmente esse padrão não possui disponibilidade de impressão do espelho da NFS-e no modelo da prefeitura, que ainda encontra-se em desenvolvimento. Portanto a impressão será realizada utilizando o modelo de espelho do InvoiCy.

4. Natureza da Operação:
O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

Natureza da Operação

5. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão Sintese Tecnologia

Última atualização em: 04 de dezembro, 2019

O Padrão Sintese Tecnologia 2.0 segue o modelo padronizado ABRASF 2.02. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Consultas de NFS-e Por Rps;
  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Inutilização de NFS-e;
  • Impressão de Nota Fiscal no modelo da prefeitura;
  • Intermediário do serviço;
  • Informações de Construção Civil;

2. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar valor no ISS Retido;
  • Enviar todos os dados do tomador na nota.

3. Código CNAE

  • O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios a exigência é obrigatória, portanto deve ser informado.

4. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

5. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

6. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão EddyData

Última atualização em: 04 de dezembro, 2019

O Padrão EddyData segue o modelo padronizado ABRASF 1. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Inutilização da NFS-e;
  • Intermediário da NFS-e.

2. Dados de autenticação

Para permitir a comunicação com a prefeitura é necessário informar no cadastro da empresa o campo “Chave primária Autent.” (painel de controle > dados da empresa), com o valor de um ‘token’ fornecido pela prefeitura. O mesmo deverá ser solicitado via e-mail para ‘flavia@eddydata.com.br’, informando o CNPJ da empresa.

3. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar valor da Natureza de Operação.

 4. Tomador

  • Não há obrigatoriedade para informar o tomador, portanto pode ser deixado sem informação, quando não desejar identificá-lo.

5. Impressão

  • Não possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

6. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

7. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.