Padrão INFISC CFS-e

Última atualização em: 02 de setembro, 2019

O Padrão INFISC CFS-e segue o modelo próprio. Segue abaixo suas particularidades.

Informações a serem solicitados com a prefeitura:

Verificar com a prefeitura do seu município se o tipo de código de serviço pode utilizar o Cupom Fiscal de Serviço eletrônico;

Solicitar com a prefeitura a autorização de uso de Cupom Fiscal eletrônico e sua série específica  de emissão.

OBS: O serviço de envio de Cupom Fiscal possui um modelo de XML reduzido e próprio para emissão de CFS-e, devendo atender aos requisitos citados acima e que devem ser verificados com a prefeitura do seu município.

1. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica
  • Inutilização de CFS-e.

2. Obrigatoriedades

  • Informar valor no item da lista de serviço;
  • Informar o código do item.

3. Impressão

  • Possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

4. Regime Tributário

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

Regime tributário.jpg

5. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão Nota Joseense

Última atualização em: 02 de setembro, 2019

O padrão Nota Joseense consiste no novo sistema de emissão do município de São José dos Campos/SP, seguindo o mesmo modelo de emissão GINFES, que era utilizado anteriormente no município. Praticamente as mesmas regras e modelo de integração foram mantidas para reduzir as modificações por parte do prestador.

Diferentemente do Ginfes, agora é necessário informar o campo CNAE. Muitos prestadores não enviavam esta informação ao InvoiCy, pois a prefeitura utilizava apenas o item de serviço e código de tributação do município. Entretanto, apesar do anúncio de que o padrão iria fazer automaticamente esse de-para, percebemos que sem informar o CNAE ocorrerá rejeição.

O CNAE deve ser consultado acessando o sistema novo de emissão > CONFIGURAÇÃO EMPRESA.

Para configurar alíquota e competência, acesse: CONFIGURAÇÃO EMPRESA > Manutenção Detalhe > Simples Nacional.

2019-09-03

O padrão disponibiliza ambiente de homologação, porém nos testes realizados até 01 de setembro de 2019 não retornavam mensagens de rejeição. Desta forma, recomenda-se aos emissores que já emitiam com o InvoiCy usando o padrão GINFES, continuarem emitindo normalmente em produção e realizar ajustes em caso de rejeições.

Importante:

Conforme orientações do portal do município de São José dos Campos, é necessário criar uma nova senha para começar a emitir no novo sistema. Para mais informações acesse o link: https://www.sjc.sp.gov.br/servicos/gestao-administrativa-e-financas/nota-joseense/transicao/

Padrão Prefeitura Rápida

Última atualização em: 21 de maio, 2019

O Padrão Prefeitura Rápida utiliza um modelo próprio de layout de XML. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

Importante:

Ao cadastrar uma nova empresa deve ser preenchido o campo ‘Chave Primária de Autenticação’ com o valor da chave privada fornecida dentro do sistema da prefeitura. Para extrair esta informação, acesse o menu ‘Webservice Nfse’ e posteriormente clique em ‘Chave Privada Webservice’.

1. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;
  • Substituição de RPS;
  • Repetir o número do RPS.

2. Número e Série do RPS

O Padrão Prefeitura Rápida é sequencial e não permite que haja repetição do número de RPS, pois o mesmo não diferencia Séries de RPS, portanto cada número de RPS é único, independente qual for a Série utilizada.

3. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

Natureza da operação

4. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão SIGCORP ABRASF

Última atualização em: 09 de abril, 2019

O Padrão SIGCORP ABRASF utiliza o modelo de layout XML da ABRASF 2.0. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite:
– Inutilização da Nota;
– Tomador do exterior;
– Intermediário do serviço;
– Substituição de NFSe

2. Tomador
Para tomador não identificado informar CPF 77777777777 e razão social: ‘NÃO INFORMADO’.

3. Natureza da Operação
Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

Natureza da operação

4. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão RLZ ABRASF

Última atualização em: 05 de abril, 2019

O Padrão RLZ ABRASF utiliza o modelo de layout XML da ABRASF 2.03. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite

– Inutilização da Nota;
– Tomador não identificado
– Valor do serviço não informado

2. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

3. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão NF-em – Joinville

Última atualização em: 02 de abril, 2019

O Padrão NF-em segue o modelo padronizado ABRASF 1.0. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

– Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
– Inutilização de NFS-e.

2. Disponibilidade de grupos:

– Intermediário do Serviço;
– Construção Civil.

3. Obrigatoriedades para conversão de RPS para NFS-e

Identificação do prestador dos serviços, contendo:

– Nome ou razão social;
– Endereço;
– Número do CPF ou CNPJ;
– Número no IM.

Identificação do tomador dos serviços contendo:

– Nome ou razão social;
– Endereço;
– Número do CPF ou CNPJ.

Outras informações a serem informadas no RPS:

– Descrição dos serviços prestados;
– Preço do serviço;
– Enquadramento do serviço executado na lista de serviços (subitem);
– Alíquota aplicável;
– Valor do imposto e se for o caso, da retenção na fonte

4. Tomador do exterior

– O campo de Exigibilidade ISS deve ser informado 4, conforme layout (Exportação);
– Informar o país de prestação de serviço no grupo do serviço.

5. Código CNAE

– O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios não possui a exigência para informar, portanto mantendo em branco.

6. Cancelamento

Para realização correta e dentro dos prazos de cancelamento, o município estabeleceu algumas regras a serem seguidas:

– Até o vencimento do imposto, seja ele retenção (quinzenalmente) ou próprio (mensalmente);
– Até antes do pagamento seja ele pela retenção ou próprio;
– Via processo  administrativo, naqueles casos não enquadrados nas hipóteses anteriores.

7. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

Natureza da operação

8. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

Regime especial de Tributação

9. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão E-Nota WS

Última atualização em: 03 de janeiro, 2019

O Padrão E-Nota WS segue o modelo próprio. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Não possui ambiente de homologação da prefeitura;
  • Consulta de NFS-e por RPS;
  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Inutilização de NFS-e;
  • Cancelamento de NFS-e;
  • Intermediário do Serviço,
  • Construção Civil;
  • Itens na nota.

2. Solicitação com a prefeitura

Para realizar a emissão de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica no InvoiCy BR, você deve solicitar na prefeitura do seu município a solicitação de 2 tipos de usuário e senha. O usuário e senha que você utiliza para realizar login no portal da prefeitura será utilizado nos campos “Usuário de autenticação” e “Senha de autenticação” no wizard de cadastro do InvoiCy BR. O segundo usuário e senha que você possuir será utilizado nos campos de “Cliente Id” e “Cliente Secret”, conforme segue a imagem de exemplo:

3. Código CNAE

  • O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios não possui a exigência para informar, portanto mantendo em branco.

4. Impressão

  • Possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

5. Cancelamento

  • O cancelamento só poderá ser realizado no portal da prefeitura, caso realizá-lo no Invoicy haverá a mensagem que lhe indicara que será apenas um cancelamento interno não sendo possível cancelar via web service, devendo realizá-lo no portal da prefeitura do município emissor.

6. Natureza da Operação

  • O campo de natureza da operação não foi disponibilizado pela prefeitura, o controle da informação é feita pelo sistema da prefeitura.

7. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão ASPEC

Última atualização em: 03 de janeiro, 2019

O Padrão ASPEC segue o modelo próprio de layout XML. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Consulta de Notas Fiscais;
  • Cancelamento;
  • Inutilização;
  • Informar construção civil;
  • Informar  os materiais e itens;
  • Informar o intermediário do serviço.

2. Obrigatoriedades

  • Item da Lista de serviço;
  • Código de tributação do município;
  • Valor de serviço e valor da base de cálculo;
  • Código do país.

3. Solicitação na prefeitura

Ao realizar o cadastro de empresa no sistema da prefeitura do seu município deve ser solicitado a liberação do token para iniciar a emissão de NFS-e via web service. Após liberação do token deve ser inserido no wizard de cadastro de empresa no InvoiCy o token no campo de autenticação do usuário:

4. Código de tributação do município

Para realizar o envio do código de tributação do município é necessário solicitar com a prefeitura o ID do item da lista de serviço. Este ID deverá ser obrigatoriamente enviado no campo de código de tributação do município por se tratar de um identificador próprio que o município definiu para identificar o item da lista de serviço, portanto devendo informar o item da lista de serviço em seu respectivo campo e o ID do item no código de tributação do município.

5. Código CNAE

  • O código CNAE segue a regras legislativas do município, sendo informado apenas quando o município possuir em sua legislação a permissão para tal, em certos municípios não possui a exigência para informar, portanto mantendo em branco.

6. País do tomador

O campo do país deverá ser informado com sua respectiva sigla independente de ser do exterior ou do Brasil.

7. Impressão

  • Não possui disponibilidade de impressão pelo modelo da prefeitura do município onde a empresa está situada.

8. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão D2TI

Última atualização em: 28 de novembro, 2018

O Padrão D2TI segue o modelo de layout próprio. Segue abaixo suas particularidades:

1. O sistema não permite:

  • Consulta de NFS-e;
  • Substituição de Notas Fiscais de Serviço Eletrônica;
  • Inutilização;
  • Construção Civil e Intermediário do serviço.

2. Disponível

  • Grupo de itens da nota;
  • Grupo de deduções referentes aos serviços e materiais utilizados.

3. Informações cadastrais

O contribuinte que utilizar RPS deve realizar a atualização cadastral que permite essa operação. Isto deve ser verificado na secretaria da fazenda da prefeitura do seu município. Deve realizar a solicitação de um token, caso não possua, para iniciar a emissão por meio de web service. Esse token deve ser informado durante o wizard de cadastro do InvoiCy BR na informação de chave primária de autenticação.

4. Tomador do exterior

  • Não informar o CPF ou CNPJ ;
  • O campo de Exigibilidade ISS deve ser informado 3, conforme layout (Isento de ISSQN);
  • Informar o país de prestação de serviço no grupo do serviço.

5. Código CNAE

  • O código CNAE segue as regras legislativas do município, devendo ser informado conforme a tabela de item da lista de serviço e CNAE cadastrados no sistema da prefeitura.

6. Impressão

  • Possui disponibilidade de impressão para o ambiente de produção pelo modelo da prefeitura do município.

7. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão próprio:

Natureza da operação

8. Tipo de dedução

Conforme tabela de deduções do sistema do município:

Tipo de dedução

9. Tipo de dedução do item

Tabela de deduções referentes à dedução que será utilizada nos itens:

Tipo de dedução do item

10. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão SIAP

Última atualização em: 21 de novembro, 2018

O Padrão SIAP utiliza o modelo de layout XML da ABRASF 2.0. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;
  • Emitir uma mesma numeração com série divergente;
  • Tomador do exterior;
  • Intermediário do serviço.

2. Tomador

Não permite enviar o RPS sem possuir tomador na nota.

3. Cancelamento

O cancelamento de NFS-es não está disponível via WebService para o município de Santarém-PA, em virtude de uma exigência da prefeitura.

4. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema:

Natureza da operação

5. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e.